ACADEMIA MAÇÔNICA DE LETRAS DE MATO GROSSO DO SUL

Fundada em 13 de Maio de 1999 - Utilidade Pública Estadual - Lei nº 3.961 - CNPJ 03.615.617/0001-00

Rua São Félix, 789 - Vilas Boas - CEP 79051210 - Campo Grande - MS - amlmscg@amlms.com.br - (67) 3026-5646

FINANCEIRO DA AMLMS

October 23, 2018

 

Diante da crise em que se encontra o Brasil e, consequentemente, todas as instituições, graças ao Grande Arquiteto do Universo, nossa Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul – AMLMS – está em equilíbrio, podendo, assim, honrar com os seus compromissos.
Com muita maestria, a gestão administrativa anterior, sob a presidência do Irmão Temístocles Minervini, com a competência do seu tesoureiro, administrou nossa Academia de forma integrada com todas as comissões; usou daquela estratégia e técnica bastante conhecida, pautando sempre de forma equilibrada; sempre orientado pelos recursos e movimentação do caixa, isto é, não gastando mais do que se arrecada.
Desde quando tomamos posse, dentro deste mesmo princípio, a gestão atual –“Viver com alegria pelo prazer de servir” – segue a mesma estratégia e técnica, isto é, orientada por resultados; atendendo às demandas com consciência dos fatos; obedecendo às tendências e a  liderança dos mais experientes; com execução de projetos em andamento; com monitoramento e pactuação de resultados, competências desenvolvidas e mobilizadas, sempre acompanhando as inovações integradas com os recursos financeiros previsíveis e disponíveis.
“A administração financeira, hoje conhecida como gestão financeira, é uma ferramenta ou técnica utilizada para controlar de forma eficaz a concessão de crédito para clientes, planejamento, análise de investimentos e de meios viáveis para a obtenção de recursos para financiar operações e atividades da empresa, visando sempre o desenvolvimento, evitando gastos desnecessários, desperdícios, observando os melhores “caminhos” para a condução financeira da empresa” (MORAIS, 2010, p. 33).
Mesmo sabendo das perplexidades, com o mercado financeiro cada vez mais competitivo, onde as empresas e, no caso a nossa instituição, está inserida de maneira peculiar, o gestor financeiro tem um papel cada vez mais importante dentro de uma empresa ou instituição, principalmente empresa ou instituição de pequeno e médio porte. Partindo dessa premissa, dividimos aqui a gestão financeira em duas vertentes: gestão operacional e gestão estratégica. Entende-se gestão como processos administrativos que influenciarão no controle, decisão e execução de qualquer trabalho ou tarefa. A gestão operacional resume-se ao controle das movimentações monetárias realizadas pela nossa instituição, a entrada e saída de recursos. Sendo assim, todo o departamento financeiro da nossa Academia pode ser dividido em células. As contas a pagar e as a receber, por exemplo, são partes do departamento financeiro.
Já a gestão estratégica, como relatamos acima, é a junção de todas as informações levantadas pelas “células” com a finalidade de transformar dados em ação, ou seja, de analisar os números que a nossa Academia apresenta com critérios voltados para o desempenho desejado. É fundamental o entendimento desta divisão da gestão financeira, uma vez que, uma empresa, por exemplo, pode ter todo o seu departamento financeiro bem estruturado, com as funções claras, mas não conseguir reverter essa condição em estratégia. As empresas não têm uma visão muito clara da importância do departamento financeiro para o sucesso da empresa.
“Para controlar a circulação dos recursos nas contas em banco, a empresa necessitará do extrato fornecido pelo banco, para conferir com sua movimentação e verificar se os débitos e os créditos realizados pelo banco são os corretos e que se o saldo final confere” (SANVICENTE, 1980, p. 125).
Pelo exposto, iremos continuar trabalhando seguindo o mesmo caminho, bem como atendendo e respeitando nosso regimento interno, apresentando balanço geral das contas, ao final do exercício financeiro e ao término do mandato administrativo da Diretoria. Iremos continuar nos responsabilizando pela arrecadação, recebimentos, controle e aplicação dos recursos financeiros da Academia. Colaborar na elaboração da proposta Orçamentária da Academia, desde que solicitado pelo presidente. Iremos continuar administrando o nosso patrimônio, que se constitui de bens móveis, imóveis e financeiros, oriundos de doações e de contribuições de sócios, de terceiros e/ou de instituições maçônicas.
A nossa Academia estará completando dezenove anos de intensa atividade, o que depreende afirmar ser ela uma Instituição organizada, eficiente e eficaz. 

Please reload